IoT e cloud computing: os principais desafios de segurança e como se proteger

Entenda os principais desafios de segurança cibernética atualmente no uso de dispositivos integrados à IoT e cloud computing.

07/10/2022 Aprox. 9min.
IoT e cloud computing: os principais desafios de segurança e como se proteger

Dispositivos interconectados para facilitar a comunicação com a nuvem fazem parte da esteira da transformação digital que organizações e usuários têm se apropriado. Mas, no cerne dessa tendência, estão as preocupações com riscos de exposição e manejo de dados sensíveis.

Será que existe uma forma efetiva de evitar ataques no uso de IoT (sigla para “Internet of Things", traduzido, Internet das Coisas) com cloud computing (a computação em nuvem) diante dos desafios de segurança na área?

Estudos na tecnologia apontam que construir estratégia de cibersegurança com algumas medidas práticas garantem a privacidade do usuário frente a hackers e falhas nos sistemas de comunicação de IoT e cloud computing. Para entender como, continue a leitura!

Internet das coisas: o desafio da segurança para usuários

À medida que dispositivos IoT ganham espaço no dia a dia em empresas, organizações governamentais e residências, também aumenta a necessidade de garantir planos e métodos para evitar ameaças que exponham ou capturem dados por hackers.

Em um mundo “perfeito”, o armazenamento dessas informações seria adequado e seguro, com um sistema de processamento confiável e robusto. Mas, os desafios de segurança começam a partir da própria vantagem da tecnologia, que possibilita o acesso por dispositivos diversos.

Quando os equipamentos IoT são instalados em residências, por exemplo, é comum que os usuários façam por si mesmos a adaptação do sistema. O resultado é uma inevitável diminuição no padrão de segurança das redes, o que compromete a privacidade de dados. É o mesmo cenário que se enfrenta em empresas, especialmente com a integração de dispositivos de uso no escritório e no crescente trabalho remoto.

Dispositivos invadidos: quais são as consequências?

A Internet das Coisas na computação em nuvem é um recurso novo que promove o acesso a serviços e aplicativos com a execução em servidores.

E é nesse ponto que está outro desafio: esses dispositivos podem ser interceptados e transformados em câmeras de vídeo e até mesmo casas inteligentes podem ser furtadas após o desligamento dos sistemas de segurança.

Além dos riscos mais diretos, ao invadir a segurança das informações dos usuários, os hackers têm em mãos dados que podem servir para chantagear, rastrear o proprietário do equipamento e alterar configurações inicialmente ativadas.

Como se proteger dos ataques cibernéticos?

A proteção nessas situações está em algumas estratégias que reduzem a vulnerabilidade do que estiver interconectado. Confira algumas dicas:

  • Mudar senhas e torná-las fortes

Usar sequências fáceis em dispositivos móveis e computadores é uma prática bastante contraindicada. Ainda assim, há usuários que não ligam para esse cuidado.

Na Internet das Coisas, a atenção a esse tema deve ser redobrada: use senhas exclusivas nos dispositivos, altere-as uma vez por ano e não dependa de gerenciadores de senha que podem expô-las em algum momento.

  • Usar rede secundária forte

Aqui, a ideia é bloquear o acesso do público e fortalecer uma rede privada secundária. Assim, a tentativa de controlar a unidade IoT tem mais chances de falhar, protegendo o software de execução.

  • Desconecte os dispositivos quando possível

É primordial entender o funcionamento dos dispositivos conectados à internet e quando eles podem ser desconectados. Observe as funcionalidades de cada um de modo que se tenha o controle sob tentativas de mau-uso dos equipamentos por hackers.

  • Utilize backup para armazenar os dados

Com todas as qualidades e vantagens da computação em nuvem, também vêm as possibilidades de ataques aos sistemas das empresas de tecnologia. Por isso, ao usuário, é recomendado o armazenamento local de dados.

Caso a escolha seja pelo serviço de nuvem, considere seguir estritamente as precauções de segurança previstas no pacote (senhas, autenticações e estratégias de recuperação de acesso às contas).

Evite a funcionalidade Plug & Play Universal

Ativado por padrão, o recurso Universal Plug & Play (UPnP) é um facilitador para comunicação entre dispositivos de rede em empresas e ambientes domésticos.

No entanto, na Internet das Coisas, é recomendado que se restrinja o uso desse produto, justamente pelo risco de ser acessado por hackers externos.

Vale dizer que o UPnP permite que os dispositivos solicitem que portas de comunicação específicas sejam abertas entre eles e a Internet. Por trás dessa praticidade, pode estar a falha na segurança do usuário.

  • Atualize constantemente

Serve para aplicativos e softwares: mantenha a atualização mais recente disponível pelo fabricante, que geralmente traz medidas de segurança aprimoradas. Se possível, torne essa tarefa automática.

  • Fabricantes devem fazer sua parte

Para além da estratégia dos usuários, cabe aos desenvolvedores outros cuidados, exemplos: manter a estabilidade nos protocolos de segurança de computação da nuvem, apurar as formas de detecção de ataques a dispositivos IoT e manejar com segurança os dados de terceiros.

Segurança cibernética para sua empresa

Ao investir em soluções de cibersegurança, sua empresa age de maneira estratégica e fica à frente das ameaças, reduzindo custos e otimizando o tempo que gastaria com o gerenciamento de crise e recuperação.

A IB Cyber Security oferece diversas soluções que utilizam a mais inovadora tecnologia israelense a fim de assegurar uma proteção completa.

Com parceiros qualificados e as melhores práticas do mercado, a IB Cyber Security garante elevados padrões de gestão e segurança da informação, sempre atuando conforme a legislação.

Entre em contato conosco e conheça nossas soluções que ajudam a prevenir ataques cibernéticos na sua empresa.

Carlos

Carlos

CTO

Engenheiro Eletricista e Mestre em Desenvolvimento de Tecnologias, Especialista em Cybersecurity, com atuação no desenvolvimento de projetos de instalações elétricas e automação predial, segurança eletrônica, eficiência energética e conservação de energia na área predial. Desenvolvimento de sistemas de supervisão e controle predial e residencial (BMS).


Posts relacionados

Como fortalecer a segurança cibernética em setores críticos?
Cybersecurity
Saiba mais
11/04/2024 Aprox. 9min.

Como fortalecer a segurança cibernética em setores críticos...

Descubra soluções para identificar vulnerabilidades e implementar medidas de segurança cibernética para proteger informações vitais contra ameaças.

Além dos antivírus: a eficiência da prevenção por decepção
Cybersecurity
Saiba mais
28/03/2024 Aprox. 6min.

Além dos antivírus: a eficiência da prevenção por decepção

Prevenção por decepção na defesa cibernética: uma abordagem que redefine as fronteiras da segurança digital.

Explorando as 6 camadas da segurança cibernética: soluções adequadas para cada desafio
Cybersecurity
Saiba mais
18/03/2024 Aprox. 7min.

Explorando as 6 camadas da segurança cibernética: soluções adequadas para cada desafio

Em um mundo onde as ameaças evoluem constantemente, a implementação eficaz das 6 camadas de cibersegurança é urgente. Saiba mais neste artigo.