APT: como se proteger dessa ameaça persistente

Explore o mundo dos APTs, ataques cibernéticos complexos e direcionados. Entenda sua mecânica, alvos, técnicas e como se proteger.

18/08/2023 Aprox. 14min.
APT: como se proteger dessa ameaça persistente

Em um mundo cada vez mais conectado, a linha entre o real e o virtual torna-se tênue. Mas, assim como a revolução digital trouxe inovações e oportunidades sem precedentes, também deu origem a adversários ocultos e ameaças complexas. Entre elas, destaca-se o APT - Advanced Persistent Threat. Mais do que apenas um termo técnico, é a representação de desafios que exigem nossa atenção e preparo.

Neste artigo, vamos desvendar o enigma dos APTs, explorando sua complexa mecânica, seus objetivos e, crucialmente, as melhores práticas para se manter seguro em um ambiente digital em constante mudança. Vamos juntos nessa jornada de conhecimento e proteção?

O que é APT?

APT, ou Advanced Persistent Threat, refere-se a ataques cibernéticos complexos e direcionados. Mas o que isso realmente significa? Vamos quebrar essa definição:

  • Advanced (Avançado): Os APTs não são ataques simples. Eles são caracterizados por sua sofisticação técnica e estratégica. Isso significa que os atacantes por trás deles possuem um alto nível de conhecimento e habilidade, utilizando ferramentas e técnicas avançadas para atingir seus objetivos.
  • Persistent (Persistente): A persistência é uma característica marcante dos APTs. Enquanto muitos ataques cibernéticos são de curta duração, os APTs são projetados para permanecer no sistema infiltrado por longos períodos, muitas vezes meses ou até anos. Isso permite que os atacantes coletem uma quantidade significativa de informações ou causem danos contínuos.
  • Threat (Ameaça): A ameaça aqui é real e tangível. Os APTs são conduzidos por grupos organizados, muitas vezes com financiamento substancial, que podem incluir estados-nação, organizações criminosas ou grupos terroristas.

Mecânica do Ataque

Agora que entendemos a definição, como exatamente um APT funciona? O processo geralmente envolve várias etapas:

  • Reconhecimento: Antes de qualquer ataque, os atacantes realizam uma pesquisa detalhada sobre o alvo. Isso pode envolver a identificação de funcionários-chave, estudo de infraestrutura de TI, e busca por vulnerabilidades.
  • Infiltração: Uma vez que uma vulnerabilidade é identificada, os atacantes tentam ganhar acesso. Isso pode ser feito através de técnicas como phishing, exploração de vulnerabilidades de software ou até mesmo ataques físicos.
  • Estabelecimento: Depois de obter acesso, o próximo passo é garantir que eles possam permanecer no sistema. Isso é feito estabelecendo backdoors, criando contas de usuário falsas e desativando sistemas de segurança.
  • Exfiltração: Com acesso contínuo garantido, os atacantes começam a coletar dados. Dependendo do objetivo, isso pode incluir informações pessoais, propriedade intelectual, dados financeiros e muito mais.
  • Cobertura: Para evitar detecção, os atacantes tomam medidas para ocultar sua presença e atividades, como usar criptografia, eliminar logs e usar técnicas de evasão.

Principais alvos dos cibercriminosos

Os APTs são ataques direcionados, o que significa que os atacantes têm alvos específicos em mente. Vamos explorar mais detalhadamente os principais alvos e entender por que eles são visados.

Organizações Governamentais

Agências e organizações governamentais detêm uma vasta quantidade de informações sensíveis. Isso pode incluir dados sobre cidadãos, planos militares, estratégias políticas e muito mais. Além disso, comprometer uma agência governamental pode ter implicações geopolíticas, tornando-se uma ferramenta poderosa para estados-nação adversários.

Grandes Corporações

Empresas multinacionais e grandes corporações são tesouros de informações. Elas possuem dados sobre clientes, propriedade intelectual, planos de negócios e estratégias futuras. Além disso, comprometer uma grande empresa pode ter implicações financeiras significativas, tanto para a empresa quanto para os mercados.

Infraestruturas Críticas

Infraestruturas críticas, como redes elétricas, sistemas de transporte e instituições financeiras, são vitais para o funcionamento de um país.

Comprometer essas infraestruturas pode causar interrupções massivas, danos econômicos e até mesmo perdas humanas.

O Brasil, com sua vasta extensão territorial, depende fortemente de sua infraestrutura de transporte e energia. Um ataque bem-sucedido ao sistema elétrico do país ou à infraestrutura de transporte, como rodovias e ferrovias, poderia paralisar regiões inteiras.

Empresas que armazenam dados pessoais e sensíveis

Com o advento da Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD, qualquer empresa que colete, armazene e processe dados pessoais ou sensíveis tornou-se um alvo importante pois os bancos de dados passaram a ser um ativo significativo, pelos quais os cibercriminosos podem exigir resgates em caso de ataques de ramsomware. Empresas nas áreas médica, hospitalar, escolas, escritórios de advocacia, entre outras, são exemplos de novos alvos em potencial.

Como os ataques são realizados

Os APTs são meticulosamente planejados e executados. Os atacantes utilizam uma combinação de técnicas tradicionais e inovadoras para se infiltrar, estabelecerem-se, para fins de exfiltrar dados. Vamos detalhar algumas das técnicas mais comuns:

Phishing

Phishing é uma técnica que envolve o envio de mensagens fraudulentas, geralmente por e-mail, que parecem vir de uma fonte confiável. O objetivo é enganar o destinatário para que ele revele informações pessoais, como senhas ou dados bancários, ou clique em um link malicioso.

Em ataques APT, o phishing é frequentemente mais sofisticado e direcionado, conhecido como "spear phishing". Os atacantes fazem pesquisas extensas sobre seus alvos para personalizar as mensagens e torná-las mais convincentes. Por exemplo, um atacante pode se passar por um colega de trabalho ou uma instituição bancária conhecida.

Leia mais: Técnica de Phishing BitB é o novo golpe de roubo de informações.

Exploração de vulnerabilidades

A exploração de vulnerabilidades envolve a identificação e utilização de falhas em softwares ou sistemas operacionais para ganhar acesso não autorizado a um sistema.

Os atacantes por trás de APTs frequentemente buscam vulnerabilidades não corrigidas em softwares amplamente utilizados. Uma vez que uma vulnerabilidade é identificada, ela pode ser explorada para infiltrar-se em um sistema e estabelecer um ponto de apoio.

Malwares avançados

Malware é um termo genérico para software malicioso, incluindo vírus, worms, trojans e spyware.

Em operações APT, os malwares são frequentemente personalizados e altamente evasivos. Eles são projetados para evitar a detecção por soluções de segurança padrão. Uma vez dentro do sistema, esses malwares podem realizar uma variedade de tarefas, desde monitorar a atividade do usuário até exfiltrar dados ou comprometer outros sistemas na rede.

Códigos maliciosos em páginas web

Recentemente, devido a uma maior conscientização dos usuários com questões como senhas seguras, ataques de phishing e abordagens por engenharia social, houve um significativo deslocamento de vetores de ataque através da invasão de páginas web de empresas privadas ou públicas, inserção de códigos maliciosos para ataques de cavalo de troia, ramsomware, com case em scripts que rodam em memória através do navegador de internet do usuário.

Leia também: Quais os impactos de ferramentas Open Source na segurança digital.

Como detectar um ataque e se proteger?

A natureza persistente e avançada dos APTs os torna particularmente desafiadores de detectar e combater. No entanto, com as estratégias e ferramentas certas, é possível fortalecer a defesa contra essas ameaças. Vamos explorar algumas abordagens essenciais:

1. Proteção de Endpoints

Dada a natureza furtiva dos APTs, o monitoramento contínuo dos sistemas e redes é crucial, através do emprego de sistemas de proteção de endpoints  - EPP. 
Sistemas de Detecção e Prevenção de Intrusões (IDPS), soluções de análise de comportamento de rede e plataformas de gestão de eventos e informações de segurança (SIEM) são essenciais para um monitoramento eficaz. Essas ferramentas podem identificar padrões anômalos, como tráfego de rede incomum ou tentativas repetidas de login.

2. Atualizações regulares

Comumente os ataques do tipo APTs exploram vulnerabilidades em softwares desatualizados. Manter sistemas e aplicativos atualizados é uma das defesas mais eficazes contra esses ataques.

É vital estabelecer uma rotina regular de atualizações e patches. Além disso, as organizações devem monitorar ativamente os comunicados de segurança dos fornecedores de software para estar cientes das últimas vulnerabilidades e correções disponíveis.

3. Educação e treinamento

Muitos APTs começam com um simples erro humano, como clicar em um link de phishing. Portanto, educar e treinar os funcionários é uma linha de defesa essencial.

As organizações devem realizar treinamentos regulares sobre segurança cibernética, enfatizando os riscos de phishing e outras táticas comuns. Simulações de ataques de phishing também podem ser úteis para testar a conscientização dos funcionários.

Evitar acessar páginas que não sejam seguras ou desconhecidas, pois podem ser vetores de ataques no browser.

4. Backup regular

Em caso de comprometimento, ter backups atualizados pode ser a diferença entre uma recuperação rápida e uma perda devastadora.

Os backups devem ser realizados regularmente e armazenados em locais seguros, preferencialmente desconectados da rede principal. Isso evita que sejam comprometidos em caso de um ataque.

IB Cyber: soluções em cibersegurança para proteger seu negócio

Em meio a um cenário de ameaças cibernéticas em constante evolução, contar com parceiros especializados em segurança é mais do que uma necessidade, é uma estratégia inteligente.

A IB Cyber Security oferece soluções de ponta para garantir que seus dados e ativos digitais estejam protegidos. Com soluções originárias de Israel, um referencial global em cibersegurança, nossa empresa atua em conformidade com as melhores práticas do mercado e a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Além das soluções exclusivas, nossa equipe trabalha para garantir que cada etapa, desde a análise inicial de vulnerabilidades até a implantação de ferramentas de proteção e treinamento de usuários, seja realizada com precisão. 

Conheça alguns de nossos produtos destinados a proteger contra ameaças internas e externas:

  • Kayran:  uma solução robusta que oferece proteção abrangente contra diversas ameaças cibernéticas, incluindo APTs. Com sua tecnologia avançada, Kayran pode ser uma linha de defesa vital para sua organização.
  • Deceptive Bytes: a segurança dos endpoints é crucial na prevenção de APTs. Deceptive Bytes oferece proteção especializada para os pontos de extremidade da sua rede, garantindo que os atacantes não encontrem uma entrada fácil.
  • IronScales: com o aumento do uso de dispositivos móveis no ambiente corporativo, a segurança desses dispositivos tornou-se vital. IronScales é uma ferramenta dedicada a manter dispositivos móveis seguros, uma parte essencial da estratégia de defesa contra APTs.
  • Solvo: O phishing é uma técnica comum usada em APTs. Solvo é uma solução desenvolvida especificamente para combater o phishing e proteger os e-mails corporativos, um componente chave na prevenção de APTs.

Quer saber mais sobre cibersegurança e acompanhar as principais tendências do assunto?

Acompanhe nosso blog e siga-nos no Facebook.

Carlos

Carlos

CTO

Engenheiro Eletricista e Mestre em Desenvolvimento de Tecnologias, Especialista em Cybersecurity, com atuação no desenvolvimento de projetos de instalações elétricas e automação predial, segurança eletrônica, eficiência energética e conservação de energia na área predial. Desenvolvimento de sistemas de supervisão e controle predial e residencial (BMS).


Posts relacionados

Como fortalecer a segurança cibernética em setores críticos?
Cybersecurity
Saiba mais
11/04/2024 Aprox. 9min.

Como fortalecer a segurança cibernética em setores críticos...

Descubra soluções para identificar vulnerabilidades e implementar medidas de segurança cibernética para proteger informações vitais contra ameaças.

Além dos antivírus: a eficiência da prevenção por decepção
Cybersecurity
Saiba mais
28/03/2024 Aprox. 6min.

Além dos antivírus: a eficiência da prevenção por decepção

Prevenção por decepção na defesa cibernética: uma abordagem que redefine as fronteiras da segurança digital.

Explorando as 6 camadas da segurança cibernética: soluções adequadas para cada desafio
Cybersecurity
Saiba mais
18/03/2024 Aprox. 7min.

Explorando as 6 camadas da segurança cibernética: soluções adequadas para cada desafio

Em um mundo onde as ameaças evoluem constantemente, a implementação eficaz das 6 camadas de cibersegurança é urgente. Saiba mais neste artigo.